Como o Marketing Digital está mudando a maneira de vender

Marketing Digital, Para que serve?
7 de março de 2016
Os 7 Erros mais frequentes em campanhas de Marketing no Facebook
7 de março de 2016

Como o Marketing Digital está mudando a maneira de vender

Você já percebeu a mudança no processo de venda das empresas? Como costumava ser o processo de compra de qualquer produto ou serviço há tempos atrás?

Em um mundo com informação de fácil acesso, as pessoas estão cada vez mais empoderadas sobre o que querem ou não consumir, têm acesso a informações verdadeiras sobre os benefícios dos produtos e principalmente às reclamações de outros usuários.

Isso significa que um novo paradigma de “vendas” nasceu e está crescendo em ritmo acelerado. Com isso, as estratégias de vendas que querem “empurrar” os produtos e a empresa para o consumidor estão com os seus dias contados.

Cada vez mais, a empatia ganha força nos negócios e as empresas têm grande necessidade de realmente conhecer os problemas dos seus clientes e oferecer soluções reais para a sua vida. Soluções na forma de produtos e serviços, mas também na forma de conhecimento e aprendizado para o seu público.

Então, uma nova maneira de fazer marketing ganha força: o inbound marketing, marketing de conteúdo ou simplesmente marketing digital.

A venda com base no relacionamento!

Ao invés de apostar em publicidades caras e com alto alcance, o marketing digital se propõe a produzir materiais educativos sobre assuntos que estão relacionados aos problemas vividos por potenciais cliente, através dos meios online, com a intenção de instruí-los e cultivar relacionamentos entre a empresa e os clientes.

O conteúdo, que é o fio condutor de todo o processo de marketing, pode ser disponibilizado de inúmeras maneiras: através de artigos em blogs, e-books, mídias sociais, vídeos, infográficos, emails etc. Dessa maneira, o cliente passa por diferentes etapas em seu processo de solução de problemas: descobrimento, reconhecimento do problema, considerações de soluções e engajamento com a marca e seu propósito.

Onde essa estratégia pode ser aplicada? Em qualquer tipo de negócio! Por exemplo:

Uma consultoria de empresas pode publicar materiais que ensinem os seus clientes sobre como solucionar pequenos problemas relacionados à sua área de atuação, como comunicação ou finanças;
Uma empresa de tecnologia pode instruir o seu público sobre a melhor maneira de usar tal tecnologia para obter os benefícios que procura;
Escolas podem publicar materiais básicos sobre o conhecimento que ensinam com a intenção de facilitar a vida de seu público e estreitar o relacionamento.
E isso também se aplica para outras áreas, de acordo com o impacto que geram para o seu público.

Além disso, o marketing digital torna-se muito mais vantajoso pelo ponto de vista financeiro de uma empresa. Aqui vão alguns exemplos dos seus benefícios:

– Conteúdos são mais fáceis de serem encontrados on-line.
– Baixo custo para adquirir um novo cliente.
– Clientes tornam-se engajados com a marca e são fidelizados com mais facilidade.
– Facilidade com que a sua comunicação torne-se ‘viral’, ou seja, alcance um grande número de pessoas através do compartilhamento nas redes sociais.
– Fornecimento de resultados claros e construtivos para a tomada de decisões.

E na prática, como funciona?

Agora, você deve se perguntar: como começo a usar estratégias de marketing digital?
Aqui vai um passo a passo das etapas para criar e implementar a sua estratégia:

1) Objetivo
Antes de produzir conteúdos, é muito importante saber qual o objetivo com o uso do marketing digital. Seria o posicionamento como referência no mercado? O aumento das vendas? Cada objetivo demanda uma diferente abordagem e estratégia.

2) Persona
Quem é a Persona, com quem você se relaciona? Persona, diferente do termo de público-alvo, faz referência ao perfil de uma pessoa que é o seu potencial cliente, e tem determinados problemas e objetivos com os quais a sua empresa pode contribuir. Conhecer a sua persona com clareza é fundamental para adequar o seu produto, produzir conteúdos e melhorar o processo de vendas.

3) Planejamento
Quais canais serão utilizados: mídias sociais, blogs, newsletters, email marketing? Cada canal tem a sua especificidade, e esta etapa tem o objetivo de obter clareza sobre como funcionará o fluxo de trabalho com as mídias online.

4) Implementação
Escrever, filmar, produzir.. enfim, é hora de criar!

5) Nutrição de relacionamentos
Nessa etapa, é importante cuidar das relações com os ‘leads’, ou potenciais clientes, oferecendo-lhes novos conteúdos e oportunidades de aprendizado e desenvolvimento. A maneira como isso acontece é por email, e existem inúmeras ferramentas que criam fluxos de emails automáticos e facilitam a gestão dessa e das demais etapas.

6) Análise de resultados
Nenhuma campanha de marketing digital é válida sem resultados. É muito importante utilizar métricas para verificar a qualidade do trabalho feito através dessa estratégia, e tais métricas devem ser levadas em consideração de acordo com a venda, o objetivo final. Com isso, uma nova etapa se reinicia, através da clareza para a tomada de decisões sobre o que deve ou não ser feito.

Rodrigo Paluma
Rodrigo Paluma
Me chamo Rodrigo Paluma, tenho 37 anos. Sou formado em Tecnologia da Informação pela faculdade Estácio de Sá. Atuei como desenvolvedor em empresas como BNDES, Refinaria de Manguinhos, Comando da Aeronáutica entre outras. Sou um desenvolvedor PHP com habilidades em UI Designer. Realizo a otimização de sites, proporcionando um melhor posicionamento nos resultados dos motores de busca como Google, Yahoo e Bing. Também atuo como Analista de Marketing Digital, gerenciando e monitorando mídias sociais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *